Morre ex-presidente filipina Corazón Aquino

A ex-presidente filipina Corazón Aquino, de 76 anos, morreu neste sábado, após uma longa luta contra um câncer de cólon, informou seu filho.

AFP |

"Nossa mãe morreu em paz às 03h18 de 1º de agosto de 2009, de parada cardiorrespiratória", declarou o senador Benigno Aquino Jr., no Centro Médico Makati de Manila, onde a ex-presidente estava internada.

"Ela queria agradecer a todos por suas orações e pelo amor e apoio que manifestaram".

Corazón Aquino foi a primeira mulher a desempenhar a função de chefe de Estado na Ásia, lançada ao primeiro plano da cena política filipina após o assassinato de seu marido, o líder opositor Benigno Aquino, em 21 de agosto de 1983.

Nascida em 25 de janeiro de 1933, em Manila, Corazón Cojuangco era graduada em matemática e francês pelo College Mount Saint Vincent, de Nova York.

Boy Abunda, um amigo da família Aquino, revelou que os detalhes sobre o funeral serão informados mais tarde.

O porta-voz presidencial Cerge Remonde disse que o governo filipino decretou uma semana de luto e que dará a Corazón Aquino um funeral de chefe de Estado.

Aquino ocupou a presidência após o governo de Ferdinand Marcos, entre 1986 e 1992.

jvg/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG