Morre em Los Angeles a soprano peruana Yma Sumac

A soprano peruana conhecida como Yma Sumac faleceu aos 86 anos de idade num lar para anciãos em Los Angeles (Califórnia, oeste dos EUA), informou nesta segunda-feira seu site oficial.

AFP |

Yma Sumac, foi considerada uma das cantoras líricas mais admiradas de todos os tempos. Possuía habilidades vocais incríveis, tendo sido capaz de emitir notas agudíssimas que soavam como o canto dos pássaros e graves, abaixo da tessitura de um baixo. Possuía extraordinária extensão vocal, de 5,2 oitavas, num momento em que os cantores de ópera alcançavam duas oitavas e meia - o que pode ser observado claramente na gravação Chuncho- The Forest Creatures.

"É com profunda tristeza que informamos a morte de Yma Zumac às 11 da manhã de 1 de novembro, ao lado de seus seres mais queridos", diz um comunicado publicado em seu site oficial na internet.

Zoila Augusta Emperatriz Chavarri del Castillo, como foi batizada, de olhos expressivos, fez de Hollywood sua casa, onde viveu a fama e conquistou milhões de admiradores em meados da década de 50.

Segundo o site dedicado a sua memória, Yma Sumac terá um funeral privado em local não revelado e será enterrada no cemitério de Hollywood, bairro ao norte de Los Angeles onde passou os últimos 60 anos de sua vida.

Um dia, quando foi consultada sobre como queria ser recordada, a soprano peruana disse: "como uma pessoa que fez boa música e tornou felizes seus corações".

Yma Sumac, que em quechua quer diz "que linda", "ima sumaq", dizia que sua mãe era descendente de Atahualpa, o último imperador inca.

Segundo o jornal Los Angeles Times, ela foi vítima de um câncer.

A primeira aparição de Yma Sumac no rádio foi em 1942, ano em que também se casou com o maestro Moisés Vivanco. Yma gravou no mínimo 23 canções da música popular peruana- gravações essas muito bem recebidas pela Odeon (sua primeira gravadora) e teve a participação do grupo de Moisés Vivanco, Compañía Peruana de Arte, um grupo de 46 dançarinos, cantores e músicos de origem indígena. Em 1946, Yma e Vivanco se mudaram para Nova York, onde atuaram como o Inca Taky Trio.

pb/aic/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG