Morre Eluana, a italiana em coma há 17 anos

A italiana Eluana, em coma há 17 anos depois de um acidente de carro, morreu, anunciou nesta segunda-feira o ministro italiano da Saúde, Maurizio Sacconi, aos senadores, reunidos para examinar um projeto de lei destinado a impedir a suspensão da alimentação da jovem, autorizada pela justiça.

AFP |

Os senadores observaram um minuto de silêncio em memória de Eluana Englaro, 38 anos, morta três dias depois da interrupção de sua alimentação e de sua hidratação.

O Senado italiano estava reunido em sessão de emergência na noite desta segunda-feira para examinar um projeto de lei apresentado pelo governo de Silvio Berlusconi para impedir a morte de Eluana.

Em dezembro passado, a família da jovem conseguiu na justiça a autorização de deixá-la morrer, e os médicos pararam de alimentá-la e de hidratá-la na sexta-feira, dando-lhe apenas sedativos para amenizar seu sofrimento.

"Que o Senhor a tenha e perdoe aos responsáveis por sua morte", comentou o "ministro da Saúde" do Vaticano, Javier Lozano Barragan, em declarações à agência Ansa.

nou/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG