Morre congressista dos EUA John Murtha, opositor da Guerra do Iraque

Washington, 8 fev (EFE).- O legislador democrata John Murtha, um veterano do Vietnã conhecido por sua oposição à Guerra do Iraque e sua habilidade para conseguir investimentos federais em seu distrito, na Pensilvânia, morreu hoje aos 77 anos.

EFE |

Operado há algumas semanas da vesícula, o congressista morreu em consequência das complicações do procedimento.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, expressou sua "profunda tristeza" pela morte de Murtha, e destacou sua paixão pelo serviço público e dedicação à família.

Além disso, o líder disse que o legislador era uma "voz respeitada" em temas de segurança nacional no Congresso.

Murtha foi eleito representante do distrito da Pensilvânia durante nove mandatos consecutivos, nos quais conquistou a fama de conseguir investimentos públicos para sua região, deprimida após a reconversão da indústria mineira em aço.

Seu nome acabou sendo sinônimo de "pork-barrel", como se chama nos EUA os políticos que vendem o voto em troca de investimentos e apoios econômicos.

Murtha chegou a presidir o poderoso comitê do Congresso que controla a despesa do Pentágono, o que acabou facilitando as indústrias de defesa e militares estabelecidas em seu distrito recebessem contratos.

O legislador foi um símbolo do processo chamado "earmarking", que permite aos legisladores acrescentar fundos ao orçamento federal para conceder contratos a empresas sem necessidade de licitação.

Em diversas ocasiões, Murtha teve de enfrentar acusações de falta de ética, especialmente pelas contribuições que recebia das empresas beneficiárias pelos contratos, mas sempre se mostrou confiante na legalidade de suas atuações, e satisfeito por poder ajudar a seu distrito.

A Murtha é atribuída à ascensão de Nancy Pelosi a presidente da Câmara de Representantes, apesar de não ter conseguido ser nomeada líder da maioria democrata.

Veterano de duas guerras (da Coreia e do Vietnã) teve papel importante ao ser um dos primeiros democratas a retirar o apoio inicial a invasão dos EUA no Iraque e criticar o mau planejamento da disputa.

Murtha estava casado há 55 anos com Joyce com quem teve três filhos. EFE pgp-cai/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG