Morre comandante histórico da revolução e vice-presidente de Cuba

O comandante histórico Juan Almeida, que chegou a ser considerado o número três do governo de Cuba, morreu na sexta-feira aos 82 anos de uma parada cardiorrespiratória, segundo nota oficial divulgada neste sábado na imprensa local.

AFP |

"Com profunda dor, a Direção do Partido e do Estado comunica ao nosso povo que o comandante da Revolução Juan Almeida (...) faleceu na capital às 23H30 local de sexta-feira em consequência de uma parada cardiorrespiratória", segundo texto do Birô Político do Partido Comunista de Cuba (PCC).

Um dos únicos três dirigentes a ostentar o título de Comandante da Revolução, junto com Ramiro Valdés e Guillermo García, Almeida era vice-presidente do Conselho de Estado, membro do poderoso Birô Político e do Comitê Central do PCC, além de deputado.

Cuba decretou luto neste domingo.

bur/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG