Exodus , navio-símbolo da migração judaica para Israel - Mundo - iG" /

Morre capitão do Exodus , navio-símbolo da migração judaica para Israel

Ike Aronowicz, capitão do Exodus, navio emblemático da imigração judaica para Israel durante o mandato britânico, que em 1947 foi impedido pela marinha britânica de chegar a seu destino, morreu nesta quarta-feira aos 86 anos, anunciou o gabinete do presidente israelense, Shimon Peres.

AFP |

Yitzhak Ike Aronowicz, que nasceu na Alemanha em 1923 e imigrou para a Palestina em 1932, "deu uma contribuição única para o Estado, que jamais será esquecida", indicou Peres em um comunicado.

O navio, rapidamente rebatizado "Exodus", zarpó del puerto de Sète, sur de Francia, en julio de 1947 con 4.515 personas a bordo, la mayoría supervivientes del Holocausto.

O "Exodus" zarpou do porto de Sete, na França, com mais de 4.500 passageiros a bordo, a maioria sobreviventes do Holocausto nazista que decidiram se estabelecer na Palestina.

O navio foi cercado pela marinha britânica na costa da Palestina e impedido de atracar em Haifa. Depois de semanas isolados no mar, seus passageiros foram forçados a retornar à França. Por fim, tiveram que desembarcar na Alemanha e foram mandados para campos perto de Lubeck.

O incidente revoltou a comunidade internacional, que ainda digeria com dificuldade o que havia acontecido aos judeus nos campos de concentração do Terceiro Reich durante a Segunda Guerra Mundial.

Pressionadas, as autoridades britânicas transferiram os refugiados judeus para campos no Chipre, onde permaneceram até a criação do Estado de Israel, em 1948.

"O 'Exodus' foi também sua criação (de Aronowicz). Ele não foi apenas seu capitão, e sim um líder que deu à viagem caráter e determinação", declarou o presidente israelense.

rb/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG