Morre aos 51 anos Kara Kennedy, filha do senador Ted Kennedy

Submetida a tratamento para câncer diagnosticado em 2002, Kara sofreu infarto do coração

EFE |

Kara Kennedy, a filha mais velha do falecido senador democrata Ted Kennedy , morreu na sexta-feira em um ginásio de Washington, aos 51 anos, após sofrer um infarto do coração. Diagnosticada com câncer de pulmão em 2002, ela se submeteu a uma cirurgia para retirar parte do órgão um ano mais tarde. Em 2007, afirmou estar curada. Entretanto, fontes ligadas à família afirmaram que o severo tratamento ao qual ela se submeteu enfraqueceu sua saúde.

Kara nasceu em 27 de fevereiro de 1960, o ano da histórica campanha nas primárias democratas de seu tio John F. Kennedy. Em 1990, ela se casou com o marinheiro Michael Allen, com quem teve dois filhos, Grace e Max. Em agosto de 2009, quando o presidente Barack Obama concedeu a Medalha de Honra ao já gravemente doente Ted Kennedy, Kara recebeu o prêmio em seu lugar. Dias depois, Ted Kennedy morreu, aos 77 anos, em decorrência de um tumor cerebral.

Reuters
Kara discursa no funeral do pai Ted Kennedy, em agosto de 2009

    Leia tudo sobre: eua. kennedyobituário

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG