Roma, 8 ago (EFE) - O ex-líder da desaparecida Democracia Cristã (DC) italiana e sete vezes ministro, Antonio Gava, morreu hoje em Roma aos 78 anos, informou seu filho Angelo.

Gava, que estava gravemente doente há tempos, liderou a corrente de centro da DC, o partido que governou na Itália por quatro décadas, e durante anos foi um de seus membros mais representativos.

Sete vezes ministro, Gava ocupou a pasta de Interior, de Telecomunicações e Finanças, e também foi porta-voz da DC na Câmara dos Deputados, antes de ser eleito senador nas eleições de 1992.

Gava foi acusado, segundo um mafioso arrependido, de manter relações com a Camorra, a máfia napolitana, mas no julgamento foi absolvido. EFE cr/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.