Tamanho do texto

Washington, 10 ago (EFE).- Anthony Russo, o investigador que ajudou na divulgação de um relatório secreto que revelou as mentiras da Guerra do Vietnã, morreu em sua casa na Virgínia aos 71 anos de idade.

A Polícia confirmou hoje o fato, que aconteceu na quarta-feira, embora não tenha divulgado os motivos de sua morte.

Conhecidos como Documentos do Pentágono, as 14 mil páginas contidas em 47 volumes de informação altamente secreta abriram um intenso debate público nos EUA no início da década de 70 sobre a Guerra do Vietnã.

Os documentos faziam parte de um estudo secreto encarregado em 1967 pelo então chefe do Pentágono, Robert McNamara, e provam as sabotagens, bombardeios clandestinos, operações terroristas e seqüestros que os Estados Unidos organizaram contra o Vietnã desde 1954.

O principal responsável pelo relatório foi Daniel Ellsberg. Russo o ajudou a reproduzir e distribuir cópias. EFE tb/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.