Morre Albert Hofmann, o inventor do LSD

Genebra, 30 abr (EFE).- O químico suíço Albert Hofmann, inventor da dietilamida do ácido lisérgico (LSD), morreu nesta terça-feira aos 102 anos em sua casa na Basiléia, na Suíça.

EFE |

O LSD é uma droga de poderoso efeito alucinógeno. Utilizada por artistas e intelectuais, a substância influiu de forma significativa na arte, moda, música e em estudos sobre consciência e tratamentos psiquiátricos durante os últimos 60 anos.

Nascido em 1906, Hofmann descobriu o LSD por acidente, em 16 de abril de 1943, quando tentava criar um estimulante para a circulação e a respiração. O suíço deixou cair em sua mão uma gota da substância que estava analisando, o que provocou alucinações nele.

Há dois anos, a comunidade científica da Suíça homenageou Hofmann por seus 100 anos. Na ocasião, foi realizado um seminário internacional, no qual foi analisado o uso de sua descoberta ao longo da história. EFE is/rr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG