Cairo, 26 ago (EFE).- O líder do partido xiita Assembléia Suprema Islâmica do Iraque, Abdel Aziz al-Hakim, morreu hoje na capital iraniana, Teerã, após uma longa doença, informou a televisão oficial iraquiana Al Iraqiya.

Hakim, de 56 anos, estava em Teerã para receber tratamento médico, depois que seu estado de saúde piorou consideravelmente na última semana por causa de um câncer de pulmão.

A Assembléia Suprema Islâmica do Iraque é a mais poderosa e influente organização política do Iraque. Seu braço militar, as Brigadas Badr, lutou contra o regime de Saddam Hussein no final dos anos 80 e início dos 1990 a partir de suas bases no Irã.

Hakim substituía como líder da organização seu irmão Mohammed Baqer, assassinado em agosto de 2003 com um carro-bomba na cidade santa xiita de Najaf, no sul do Iraque.

Quando Saddam foi deposto, em abril de 2003, Hakim estava entre os 25 membros que constituíram o Conselho de Governo, uma espécie de Governo de transição, nomeado por Paul Bremer.

Hakim foi líder do maior grupo parlamentar iraquiano, a Aliança Iraquiana Unida, substituída há dois dias por uma nova coalizão de partidos: a Coalizão Nacional Iraquiana.

A Assembléia Suprema Islâmica do Iraque, próxima ao Irã, é um dos pilares fundamentais desta nova coalizão. EFE nq-jrg/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.