Moratinos diz que UE pedirá a Israel fim imediato de ofensiva contra Gaza

Paris, 30 dez (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores da Espanha, Miguel Ángel Moratinos, pediu hoje uma trégua humanitária na Faixa de Gaza e a suspensão imediata da ofensiva israelense.

EFE |

"O objetivo é o cessar-fogo imediato e, sobretudo, conseguir uma trégua humanitária imediata", disse o chefe da diplomacia espanhola em Paris, antes de participar da reunião de ministros de Exteriores da União Européia (UE), convocada em caráter de urgência pela França, que está à frente da Presidência rotativa do bloco.

Segundo Moratinos, isso é o que a UE vai "pedir a Israel". "E esperamos que (Estado israelense) aceite, para que se dê lugar e espaço à diplomacia e a um acordo político, e se retome o espírito de compreensão e reconciliação" na região, declarou.

O ministro espanhol não quis declarar-se nem otimista nem pessimista em relação à possível resposta israelense ao apelo da UE, limitando-se a ressaltar que "é preciso trabalhar" e "atingir os objetivos" fixados.

"Vamos discutir entre nós e depois caberá à Presidência da UE estabelecer o mecanismo que fará nossa mensagem chegar de forma eficaz e ter resultado", acrescentou Moratinos.

Antes de seguir para a reunião do bloco europeu, o ministro espanhol anunciou que seu departamento destinará 1,5 milhão de euros às necessidades médicas dos cidadãos da Faixa de Gaza. EFE jaf/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG