La Paz, 13 fev (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, voltou a convocar hoje governadores departamentais (estaduais), prefeitos e representantes indígenas a constituir na próxima terça-feira um conselho de autonomias e começar a implantar o sistema de descentralização previsto na nova Constituição.

Morales fez o anúncio no Palácio do Governo de La Paz junto a alguns ministros, com uma chamada especial aos quatro governadores opositores para que vão a essa nova reunião.

No entanto, Morales advertiu que o processo autônomo seguirá adiante mesmo que esses opositores não vão à reunião de terça-feira.

O presidente explicou que na reunião, que acontecerá na próxima terça-feira às 16h (18h, Brasília), será dado seguimento à transição para a instauração da "Assembleia Plurinacional" e a formação do que chama de Conselho Nacional de Autonomias.

O diálogo "é o melhor caminho para resolver os problemas, entender-nos e, dessa forma, trabalhar pelos departamentos", afirmou o líder.

Morales tinha convocado os governadores opositores de Beni, Santa Cruz, Tarija e Chuquisaca a uma reunião hoje em La Paz sobre as autonomias, mas os líderes locais não estiveram presentes.

Após a aprovação da nova Constituição, Morales fez no domingo passado uma reestruturação de seu Governo, que incluiu a criação do Ministério de Autonomias. EFE lav/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.