La Paz - O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse hoje que vai financiar um novo censo eleitoral para solucionar o conflito com a oposição, se a Corte Nacional Eleitoral (CNE) garantir que o pleito geral poderá ser realizado no dia 6 de dezembro.

Em mensagem ao país, Morales disse que o Governo está disposto a cobrir esses custos e que a comunidade internacional supervisione o registro de eleitores, mas pediu que a CNE assegure que sua elaboração não afetará a data fixada para as eleições.

Leia mais sobre: Evo Morales

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.