Morales toma posse para segundo mandato presidencial na Bolívia

O presidente da Bolívia, Evo Morales, tomou posse nesta sexta-feira para um segundo mandato, até 2015, em cerimônia realizada na sede da Assembleia Legislativa, agora denominada, também, Plurinacional.

AFP |

Morales prestou o juramento - com o punho esquerdo levantado e o braço direito no coração - "pela pátria e pelo povo", depois de ter sido eleito em dezembro passado com 64% dos votos.

Morales recebeu das mãos do presidente da Assembleia Legislativa, Alvaro García, também vice-presidente da Bolívia, os símbolos pátrios: um medalhão e a faixa presidencial que, pela primeira vez, desde 1825, apresenta junto ao escudo nacional uma bandeira "whipala", símbolo dos povos indígenas.


Morales toma posse nesta sexta-feira / AP

Participaram da cerimônia os presidentes Hugo Chávez (Venezuela), Rafael Correa (Equador) e Fernando Lugo (Paraguai), além de Michele Bachellet (Chile) e o representante saraui Mohamed Abdelaziz.

Antes disso, Morales tinha sido ungido na quinta-feira como líder espiritual dos povos indígenas em cerimônia mística num templo da cultura Tiwanaku.

O governante de origem aymara receberá um poder quase ilimitado para criar um novo Estado socialista, em substituição a "um Estado colonial que vai embora".

O presidente - que no primeiro governo nacionalizou as riquezas minerais do país e as telecomunicações - anunciou, também, que avançará para a "refundação da Bolívia".

Leia mais sobre Evo Morales

    Leia tudo sobre: evo morales

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG