Morales sugere que Bush convoque a Usaid para explicar conspiração

La Paz, 17 jun (EFE).- O chefe de Estado da Bolívia, Evo Morales, pediu hoje que o presidente americano, George W.

EFE |

Bush, que, além de chamar para consultas seu embaixador em La Paz, Philip Goldberg, faça o mesmo com a agência Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid).

Segundo Morales, a Usaid está "conspirando contra o Governo e a democracia boliviana".

Morales, que fez esta declaração no Palácio do Governo de La Paz, acusou várias vezes a Usaid e Goldberg de conspirar contra sua Administração e de financiar opositores.

Goldberg viajou hoje a Washington após ser chamado a consultas pelo Departamento de Estado, a fim de explicar a situação de segurança de sua delegação diplomática em La Paz, que foi atacada violentamente na semana passada por manifestantes da cidade de El Alto.

Em 9 de junho, milhares de habitantes de El Alto foram a La Paz para protestar na porta da Embaixada dos EUA, devido ao asilo político concedido ao ex-ministro da Defesa Carlos Sánchez Berzaín, acusado de genocídio na Bolívia pelas mais de 60 mortes ocorridas em distúrbios durante outubro de 2003.

O Departamento de Estado colocou em dúvida na segunda-feira a disposição das autoridades da Bolívia em proteger a Embaixada dos Estados Unidos, um dia depois de Morales, em discurso em El Alto, expressou seu "respeito" e "admiração" por esse protesto "contra o império". EFE ja/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG