Morales recebe observadores internacionais que vigiarão referendo

La Paz, 24 jan (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, recebeu hoje cerca de 100 dos 300 observadores internacionais que acompanharão o referendo constitucional que será realizado amanhã no país, e pediu a maior transparência na consulta.

EFE |

Em um ato no Palácio do Governo de La Paz, no qual esteve acompanhado por vários ministros, Morales agradeceu a "importantíssima presença" das delegações internacionais na consulta, naquela que, conforme lembrou, "será a primeira vez que o povo boliviano pode votar em uma proposta constitucional".

"Depois (do referendo), sua presença continuará sendo importante", disse o líder aos observadores, após afirmar que não tem "porque mentir nem o que ocultar".

Mais de 300 observadores de vários organismos internacionais e representantes de países europeus e americanos zelarão pela transparência no referendo e estarão presentes em algumas das mais de 22 mil mesas eleitorais que serão instaladas nos nove departamentos do país.

Quase quatro milhões de bolivianos estão convocados este domingo às urnas para decidir se querem a nova Constituição, cujo texto foi estipulado no Congresso Nacional entre o partido de Evo Morales, o Movimento ao Socialismo (MAS), e parte da oposição, que introduziram mais de 100 emendas ao projeto.

Neste sentido, Morales ressaltou os "esforços" feitos por seu Governo para alcançar acordos sobre o texto constitucional com a oposição regional e política. EFE lav/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG