Morales quer criar comissão para implementar regime autônomo na Bolívia

La Paz, 28 nov (EFE) - O presidente da Bolívia, Evo Morales, propôs hoje a criação de comissões de trabalho para implementar um regime autônomo no país se a nova Constituição for aprovada no referendo de 25 de janeiro.

EFE |

Morales propôs organizar essas comissões "para facilitar o caminho para implementar as autonomias departamentais após a aprovação da nova Constituição" durante um discurso em Santa Cruz, leste do país e reduto da oposição autonomista.

O presidente destacou que deverão ser organizadas em "toda a Bolívia, mas especialmente onde apostaram pela autonomia", em referência aos departamentos de Santa Cruz, Tarija, Beni e Pando.

As regiões autonomistas, todas governadas por opositores, com exceção de Pando, cujo governador regional foi recentemente nomeado pelo presidente após a detenção de Leopoldo Fernández, lideram os movimentos contrários ao presidente e ao projeto de Constituição.

Fernández está preso em La Paz acusado de ser responsável pelo "massacre" de camponeses que deixou pelo menos 20 mortos em Pando durante um choque violento entre partidários de Morales e seguidores do ex-governador em 11 de setembro.

Morales, que acredita firmemente que a nova Constituição será aprovada no referendo de janeiro, também propôs que outra comissão integrada pelos governadores regionais e dirigentes da sociedade civil das regiões trabalhe para redigir um projeto de lei para criar o Ministério das Autonomias. EFE az/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG