O presidente da Bolívia, Evo Morales, declarou neste sábado que rejeitou um pedido da DEA (agência americana antidrogas) para sobrevoar o território boliviano, alegando que não precisamos de nenhuma espionagem na luta contra o narcotráfico.

"Há dois, três dias me informaram de um pedido da DEA para sobrevoar a Bolívia; Isto não aceitamos, nenhuma DEA, nenhum americano pode estar sobrevoando o território nacional", disse o presidente em um evento com produtores de coca em La Paz.

"Sob o pretexto de luta contra o narcotráfico, sob o pretexto de controle dos cultivos de coca querem sobrevoar e nós vamos que demonstrar que nós nos controlamos internamente, não precisamos de nenhuma espionagem", acrescentou.

A determinação de Morales acontece no momento em que as relações entre Washington e La Paz atravessam uma das piores crises com a expulsão recíproca de embaixadores.

rb/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.