Morales pede unidade de suas bases para garantir nova Constituição

La Paz, 22 ago (EFE) - O presidente boliviano, Evo Morales, pediu hoje a unidade dos movimentos sociais do país para garantir a refundação da Bolívia mediante uma nova Constituição aprovada pelo voto do povo.

EFE |

Morales inaugurou hoje em Cochabamba (centro) a reunião do chamado Conselho Nacional pela Mudança, que reúne as organizações sociais leais ao presidente e que definirá este fim de semana como e quando será aprovado o projeto de nova Constituição.

O presidente destacou que a "revolução democrática" na Bolívia não pode ser detida após o referendo sobre mandatos de 10 de agosto porque, disse, dois terços do país apoiaram o "processo de mudança" promovido pelo Governo.

Ele insistiu em que o diálogo com os opositores "segue aberto", mas pediu aos dirigentes autonomista das regiões de Santa Cruz, Beni, Pando, Tarija e Chuquisaca que "mandem razões e não caprichos de grupos" para poder chegar a acordos.

Morales traçou um paralelo no momento "de avanço e consciência nacional" que atravessa a Bolívia com os protestos empreendidos por seus opositores autonomista que, em sua opinião, refletem "a agonia da direita fascista e racista". EFE sam/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG