Morales minimiza danos da decisão dos EUA sobre tarifas

La Paz, 27 set (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, assegurou hoje que o país está preparado para a supressão da isenção de impostos alfandegários nos Estados Unidos, contemplada na Lei de Preferências Tarifárias Andinas e Erradicação de Drogas (ATPDEA, na sigla em inglês).

EFE |

"Estamos preparados, temos outros mercados para esses produtos que vendíamos aos EUA", disse Morales em discurso em Cochabamba durante uma reunião de partidários do Governo.

O chefe de Estado assegurou que embora "se fechará (mercados) seguramente para produtos têxteis nos EUA, serão abertos muitos mais mercados".

Morales comentou que deu instruções ao chanceler David Choquehuanca e a "toda a equipe econômica" do Governo para "urgentemente abrir mercados em China, Irã e a Índia".

O chefe de Estado qualificou de "política" a decisão do presidente George W. Bush sobre o cancelamento para a Bolívia do ATPDEA, norma que exime de impostos tarifários os produtos deste país e de Colômbia, Equador e Peru, por seus compromissos na luta contra as drogas.

Embora Morales tenha minimizado a importância do mercado americano para Bolívia, que cifrou em US$ 100 milhões, exportadores e empresários do país reagiram com alarde ao ser divulgada ontem a abertura do processo para suprimir o ATPDEA para Bolívia. EFE az/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG