Morales inicia programa cubano para universalizar educação primária

La Paz, 22 mar (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, inaugurou hoje um programa audiovisual cubano que tem como objetivo universalizar a educação primária, após ter declarado seu país livre de analfabetismo no fim do ano passado.

EFE |

Morales, em um ato que também contou com a participação do ministro da Educação, Roberto Aguilar, e do embaixador cubano em La Paz, Rafael Dausa, deu início ao programa na localidade de Chipaya, no departamento andino de Oruro.

O programa, que recebeu o nome de "Yo Sí Puedo Seguir", é um método audiovisual criado por pedagogos cubanos com aulas de espanhol, matemática, ciências naturais, geografia e história.

Na Bolívia, o programa deve contar com 23.300 pontos de educação, com 50.000 professores que pretendem fazer com que até um milhão de bolivianos completem um ciclo de dois anos no qual receberão uma educação equivalente ao primário.

A Bolívia foi o terceiro país da América Latina a ser declarado livre do analfabetismo após aplicar o programa audiovisual cubano, com o qual aprenderam a ler aproximadamente 827.000 pessoas. EFE az/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG