Morales e oposição adiam por uma semana nova reunião para resolver crise

La Paz, 28 set (EFE).- O presidente boliviano, Evo Morales, e os governadores autonomistas da Bolívia decidiram hoje adiar até o próximo domingo o encontro que deviam realizar amanhã para continuar na busca de uma saída para a crise no país.

EFE |

Morales e o governador de Santa Cruz, Rubén Costas, chegarma a essa decisão em reunião reservada realizada hoje na residência do presidente em La Paz, informou na capital de Santa Cruz o secretário-geral do Governo do departamento (estado), Rolando Aguilera.

Costas assistiu ao encontro a pedido de Morales e com a aceitação, segundo Aguilera, de seus colegas e aliados de Tarija, Beni e Chuquisaca, as outras três regiões cujos governadores e líderes cívicos também reivindicam um regime autônomo.

O adiamento da reunião até 5 de outubro foi confirmada à Agência Efe pelo vice-ministro da Descentralização, Fabián Yaksic, que disse que as equipes técnicas que trabalham em Cochabamba sobre os temas de conflito pediram mais tempo para apresentar seus relatórios finais às autoridades.

A polêmica do líder e a oposição está centrada nas reformas constitucionais defendidas pelos Governo, nas autônomas impulsionadas pelos governadores e na divisão da receita proveniente dos tributos pelos hidrocarbonetos entre o Estado e as regiões.

Morales se limitou a informar hoje à imprensa que a reunião com Costas é parte das conversas que quer ter com cada um dos governadores das nove regiões do país, para conhecer suas propostas de desenvolvimento regional. EFE ja/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG