Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Morales é obrigado a passar pelo Brasil depois de ação de opositores

O presidente da Bolívia, Evo Morales, utilizou um aeroporto brasileiro para retornar a La Paz na noite de quarta-feira depois de ter visitado uma região boliviana, porque opositores o impediram de reabastecer seu helicóptero, confirmou nesta quinta-feira o ministro dos Hidrocarbonetos, Carlos Villegas.

AFP |

Villegas, que acompanhava Morales na viagem, informou que o mandatário não conseguiu voar da cidade boliviana de Guayaramerín para La Paz porque jovens radicais evitaram o reabastecimento de seu helicóptero.

"A informação que tivemos é que um grupo de jovens não permitiu que reabastecesse. Por isso, vimos que a melhor solução era ir por terra para Guajará-Mirim (Brasil) porque seu aeroporto dava toda segurança", disse o ministro á rádio Erbol.

Morales esperou um avião da Força Aérea Boliviana que aterrissou em Guajará-Mirim e o levou de volta a La Paz.

O ministro assegurou que Morales recebeu a autorização das autoridades brasileiras para utilizar esse terminal aéreo por meio do cônsul brasileiro na Bolívia e que retornaram a La Paz quase à meia-noite.

O presidente boliviano participara horas antes de um ato público na cidade de Cachuela Esperanza, na Amazônia boliviana, onde foi assinado um contrato com a canadense Tecsult International Limitée para realizar os estudos e o projeto final de uma central hidrelétrica.

A Bolívia atravessa uma grave crise entre o governo e a oposição.

str/dm

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG