Morales e líderes governistas impulsionam pleito sobre autonomia

La Paz, 5 jan (EFE).- O presidente Evo Morales e cinco líderes regionais governistas da Bolívia acordaram hoje impulsionar referendos autonomistas nos cinco departamentos (estados) que votaram contra esse regime na consulta de junho de 2006.

EFE |

Esse foi o resultado mais importante do encontro realizado hoje entre o presidente e os governadores de La Paz, Cochabamba, Oruro, Pando e Potosí, para promover a implementação das autonomias departamentais, conforme informou a agência estatal de notícias "ABI".

Outro dos acordos alcançados nas quase quatro horas de reunião foi a formação de um conselho nacional para as autonomias, que promova a implementação do modelo autonomista impulsionado por Morales e rejeitado pela oposição regional, que o considera insuficiente.

Os cinco governadores foram à reunião com Morales para abrir o processo de diálogo, com o objetivo de iniciar o modelo autônomo refletido no projeto de nova Constituição que será submetido a referendo no próximo dia 25 de janeiro.

Os governadores regionais opositores se negaram a ir ao encontro, porque, segundo eles, isso teria significado se antecipar ao referendo constitucional "menosprezando a vontade popular".

Os governadores opositores de Beni, Tarija, Santa Cruz e Chuquisaca, além disso, estão fazendo campanha pelo "não" à nova Constituição, o que para Morales implicaria que o regime autônomo não poderia ser adotado na Bolívia até 2017. EFE az/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG