Morales e governadores de oposição aceitam iniciar diálogo

LA PAZ (Reuters) - O presidente da Bolívia, Evo Morales, e os governadores regionais de oposição entraram em acordo nesta quarta-feira para iniciar um diálogo imediato para resolver a crise política que ameaça dividir o país, em uma aproximação três dias depois de todos terem seus mandatos confirmados em um referendo. O diálogo foi confirmado depois que os governadores aceitaram o convite de Morales para buscar uma conciliação entre o projeto oficial de nova Constituição plurinacional e as demandas regionais por autonomia, disse à Reuters o porta-voz do governo, Iván Canelas. Esta é a primeira vez que os governadores de oposição aceitam dialogar com o presidente, depois de recusarem pelo menos três convites de Morales, em meio a uma onda de referendos regionais por autonomia.

Reuters |

'Vamos com uma agenda aberta, para dar tranquilidade à Bolívia, para resolver esta contradição de visões que foi refletida no referendo, através do cenário do diálogo', disse a jornalistas o governador de Tarija, Mario Cossío.

(Reportagem de Carlos Alberto Quiroga)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG