La Paz, 2 jul (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse hoje que a libertação da franco-colombiana Ingrid Betancourt é importantíssima para o alcance da paz e os acordos entre as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia e o Governo colombiano.

Em entrevista coletiva no Palácio do Governo, Morales atribuiu a libertação de Betancourt a um suposto acordo entre a guerrilha das Farc e o Executivo de Álvaro Uribe.

"É a mostra clara das Farc que libertam os detidos", disse Morales, que acrescentou: "Que ótimo que (a libertação) aconteça mediante o devido diálogo".

"Parabenizamos as ações (...) e acordos entre o Governo e as Farc", disse Morales, após destacar as negociações a favor dos reféns iniciadas pelo presidente da Venezuela, Hugo Chávez.

"Não estamos em tempos de lutas armadas e menos ainda de lutas tachadas como terroristas, mas de lutas democráticas (...) que libertam os povos, que libertam a América Latina", acrescentou.

Segundo o ministro da Defesa da Colômbia, Juan Manuel Santos, o Exército do país se infiltrou nas Farc para libertar Betancourt e outros 14 reféns. EFE az/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.