Morales diz que saída de agência antidrogas dos EUA é definitiva

La Paz, 11 dez (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, afirmou hoje que é definitiva a saída da agência antidrogas dos Estados Unidos (DEA) de seu país, de onde o Governo de La Paz a expulsou no início de novembro.

EFE |

Morales disse isso durante a inauguração de uma fábrica na cidade de Achacachi, a quase 100 quilômetros de La Paz, onde também lembrou que a Constituição que se submeterá a referendo em 25 de janeiro rejeita qualquer base militar estrangeira.

"Agora não há nada americano em Chapare", disse o líder indígena ao lembrar o que chamou de "tempos difíceis", quando a DEA "ostentava, operava, mandava nas Forças Armadas e na Polícia nacional".

As relações entre o governante e os EUA permanecem deterioradas desde que, em setembro passado, Morales expulsou o embaixador Philip Goldberg e Washington respondeu com uma similar medida contra o boliviano Gustavo Guzmán.

Além de expulsar a DEA, o líder indígena deixou em suspenso as atividades da agência americana de cooperação (Usaid) em Chapare, ao acusá-la de conspirar contra ele. EFE lav/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG