La Paz, 2 jul (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, afirmou hoje que o ex-líder americano George W.

Bush "impunha políticas sob o garrote" e seu sucessor, Barack Obama, quer fazer o mesmo, mas usando "a diplomacia".

O governante falou do tema ao anunciar algumas medidas para atenuar as perdas provocadas pela decisão de Obama de manter a Bolívia fora das isenções tarifárias do programa ATPDEA, que beneficia Peru, Colômbia e Equador.

"Dos Estados Unidos, só muda algo. O ex-presidente impunha políticas sob o garrote e havia dura resistência da Bolívia e de muitos países da América Latina, enquanto o novo presidente quer aproveitar a diplomacia para continuar impondo políticas", disse Morales.

A ATPDEA permite aos empresários de países andinos exportar ao mercado americano sem pagar tarifas, como uma compensação por seus esforços na luta antidrogas.

O líder boliviano disse que é "muito vergonhoso" que o Governo de Obama tenha feito "observações às políticas de nacionalização, à Constituição, a temas sindicais e trabalhistas" como argumentos para manter a suspensão do programa.

A Administração americana também observou a retirada da Bolívia de um centro de arbitragem do Banco Mundial e os resultados da luta contra o narcotráfico. EFE ja/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.