Morales diz que melhora de laços com os EUA depende de respeito mútuo

La Paz, 13 mar (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, afirmou hoje que a melhora das relações com os Estados Unidos deve se basear no princípio básico do respeito mútuo, porque seu país não aceita chantagens, condições, complôs nem conspirações.

EFE |

"Se há vontade de (Barack) Obama, presidente dos Estados Unidos, de melhorar as relações, tem que ser sob o princípio básico do respeito mútuo", disse Morales em entrevista coletiva em La Paz.

O presidente da Bolívia fez estas afirmações ao ser perguntado sobre a reunião que amanhã Obama terá com seu colega brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, que viaja a Washington com o propósito de interceder a favor de toda a América Latina junto ao chefe de Estado americano.

Morales elogiou as intenções "do companheiro Lula", mas lembrou que "qualquer relação bilateral deve se basear no respeito mútuo".

"Não vamos aceitar nenhuma chantagem, nenhuma condição, nenhum complô, nenhuma conspiração. Nem vamos aceitar, como antes, essa suposta cooperação ou que créditos sejam condicionados, por exemplo, à privatização de nossos recursos naturais ou de nossos serviços básicos", destacou o governante boliviano.

As relações entre Bolívia e Estados Unidos entraram numa fase crítica desde que, na segunda-feira, o Governo boliviano expulsou do país o diplomata americano Francisco Martínez, acusou de conspirar contra o Executivo de Morales e que foi vinculado à CIA (agência centra de inteligência americana).

Washington negou as acusações de Morales e disse que esta atitude não contribui para a melhora das relações com a Bolívia, que, segundo os Estados Unidos, estão "em revisão". EFE sam/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG