Morales confirma acordo que possibilita referendo constitucional

La Paz, 20 out (EFE) - O presidente da Bolívia, Evo Morales, confirmou hoje que os partidos representados no Congresso chegaram a um acordo para convocar o referendo constitucional em 25 de janeiro de 2009 e realizar eleições gerais em 6 de dezembro desse ano. Em breve discurso na Praça Murillo, às portas do Congresso, Morales pediu ao Congresso Nacional para iniciar imediatamente a sessão plenária correspondente para aprovar este acordo e poder promulgar nas próximas horas a lei do referendo sobre a nova Constituição. Morales se dirigiu aos milhares de participantes da Passeata pela Constituição reunidos hoje na Praça Murillo, minutos depois que o vice-presidente e presidente do Congresso, Álvaro García Linera, ratificou também o acordo político dentro do Parlamento. García Linera compareceu à imprensa acompanhado de líderes dos quatro partidos representados no Congresso. O acordo alcançado hoje na Bolívia inclui a decisão de Morales de concorrer apenas à reeleição nas eleições de 2009 e renunciar a ser candidato no pleito de 2014. O vice boliviano explicou que as legendas estão pendentes de uma reunião realizado neste momento pelo partido de oposição Poder Democrático e Social (Podemos) para designar dois delegados nas comissões técnicas que devem trabalhar os aspectos operacionais do acordo. No entanto, Morales pediu a García Linera que convoque o mais rápido possível a sessão do Congresso para ratificar o convênio. O presidente sustentou ...

EFE |

EFE ja/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG