O presidente da Bolívia, Evo Morales, destacou neste domingo que os bolivianos pela primeira vez na história definirão com seu voto e em um referendo a nova Constituição, além de defender o fim da violência no país.

"Pela primeira vez uma Constituição é submetida à consideração de todos os bolivianos", afirmou Morales no povoado Vila 14 de Setembro, região central do país, uma área de plantação da folha de coca.

Morales, que votou no povoado e defende a aprovação da nova Carta Magna, por considerá-la a segunda fundação da Bolívia, manifestou o desejo de que os bolivianos tentem solucionar suas diferenças "de maneira democrática" e "não mediante a violência".

str-jac/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.