Tamanho do texto

O presidente da Bolívia, Evo Morales, avisou que paciência tem limite, referindo-se à onda de violência deflagrada por grupos opositores e que deixou dois mortos nesta quinta-feira.

"Vamos ter paciência, cautela, e tentar, como sempre, evitar o confronto. Vamos agüentar, mas paciência tem limite", sentenciou o dirigente socialista durante a inauguração de uma obra em La Paz em referência aos saques de repartições públicas e à ocupação de campos de petróleo e gás, prejudicando o fornecimento de gás natural ao Brasil e à Argentina.

str/yw/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.