Morales avalia Governo e define com cocaleiros plano para nova gestão

La Paz, 26 dez (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, se reuniu hoje com os sindicatos dos produtores de coca da região de Chapare para avaliar sua gestão desde 2006 e discutir planos para seu segundo mandato, que começa em janeiro e irá até 2015.

EFE |

Morales, acompanhado do vice-presidente Álvaro García Linera e de alguns ministros, iniciou o encontro com os cocaleiros na localidade de Chimoré, em Chapare, onde está a base sindical que impulsionou sua carreira política.

Na inauguração da reunião, o presidente disse que não só deveria ser feito um debate sobre o ano que termina, mas sobre toda a gestão que começou em 2006 e projetar o Governo não só para 2010, mas para os próximos cinco anos.

Em seu discurso, Morales, que ainda é dirigente máximo dos produtores de coca, fez uma extensa relação dos inícios do sindicalismo cocaleiro, o crescimento da influência do setor e a defesa dos cultivos da folha frente às políticas de erradicação aplicadas em gestões anteriores.

Também destacou que o movimento camponês da Bolívia cumpriu com o mandato "de tomar o poder" que em 12 de outubro de 1992 acordaram grupos indígenas reunidos na Nicarágua, a propósito de debater sobre os 500 anos da "invasão" europeia ao continente.

O governante destacou a história das lutas indígenas na Bolívia e sustentou que têm uma importância regional na América do Sul, a tempo de lembrar também as ações de "resistência" dos grupos étnicos em Guatemala, Peru, Equador e México.

A reunião de avaliação de Morales com os sindicatos de Chapare, que é realizada a cada ano, também servirá para debater sobre a gestão dos ministros do Gabinete e definir a campanha para as eleições estaduais e municipais do próximo dia 4 de abril.

"Vamos avaliar onde melhoramos (...) e também planejar daqui para frente como vamos seguir", apontou a dirigente cocaleira e senadora suplente do Governo, Leonilda Zurita. EFE ja/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG