Morales avalia com líderes cocaleiros 3 anos de Governo

La Paz, 27 dez (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, avaliou hoje seu Governo com os produtores de coca da zona central de Chapare, aos quais pediu para se comprometerem na defesa de sua revolução.

EFE |

Morales se reuniu com o vice-presidente, Álvaro García Linera, ministros de Estado e dirigentes camponeses para avaliar os três anos de seu Governo, que se completam no dia 22 de janeiro.

O líder, que continua sendo a máxima autoridade sindical dos cocaleiros de Chapare, criticou que alguns dirigentes do setor apenas o apóiem, sem se comprometer mais na defesa de suas reformas sociais e políticas.

"Não se trata de apoiar Evo Morales, se trata de defender este processo revolucionário. Se não entendemos isso (...), ainda não estamos preparados para derrotar o império e os inimigos internos e externos", disse o governante.

Morales propôs que o debate, que continuará por horas, analise não só os problemas da coca ou terra que afetam os camponeses, mas a forma de fortalecer "esta revolução democrática e cultural".

"Evo é passageiro, Evo é momentâneo. Portanto, todos temos que defender este processo com Evo e sem Evo", ressaltou o governante indígena, que faz campanha pela aprovação de uma nova Constituição que será submetida a referendo em 25 de janeiro e com a qual prevê voltar a fundar a Bolívia.

A avaliação do Governo Morales continuará na próxima terça-feira com seus ministros na cidade central de Cochabamba. EFE ja/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG