Morales assegura que Bolívia terá eleições em dezembro

LA PAZ (Reuters) - O presidente da Bolívia, Evo Morales, assegurou neste sábado que as eleições presidenciais previstas pela nova constituição para dezembro deste ano ocorrerão sim ou sim, apesar de a oposição negar. O Senado boliviano, dominado pela oposição, modificou na quinta-feira o projeto de regime eleitoral aprovado pela Câmara dos Deputados. Isso impediria a realização das eleições nacionais no dia 6 de dezembro.

Reuters |

"As eleições irão ocorrer ou sim ou sim, com eles ou sem eles, porque é melhor que estejamos unidos para viabilizar a democracia boliviana", disse Morales a jornalistas no Palácio Quemado.

O projeto do Senado, que agora voltará à Câmara, exige a elaboração de um novo texto em menos de 280 dias das eleições gerais, e impede o voto dos bolivianos no exterior.

Na sexta-feira, a oposição do distrito oriental de Santa Cruz anunciou que iniciaria uma campanha para recolher assinaturas com o objetivo de solicitar à Corte Eleitoral um referendo para aprovar uma nova norma eleitoral.

"É um bloqueio permanente às eleições", declarou Morales.

(Reportagem de Diego Oré)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG