Morales aprova decretos para voltar a fundar empresa petrolífera estatal

La Paz, 10 abr (EFE) - O presidente da Bolívia, Evo Morales, aprovou um pacote de decretos para voltar a fundar a empresa petrolífera estatal Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB) e criar outra companhia dedicada à industrialização do petróleo, informou hoje o Ministério de Hidrocarbonetos do país.

EFE |

Uma fonte do Ministério relatou à Agência Efe que o Conselho de Ministros boliviano aprovou na noite de quarta-feira no palácio presidencial seis decretos, aos quais nas próximas horas serão somados outros cinco.

As normas permitirão que a YPFB se transforme em uma empresa corporativa e assuma plenamente seus papéis no marco da nacionalização do setor de hidrocarbonetos, que completará dois anos no próximo dia 1º.

O Governo Morales fixou o dia 30 de abril como prazo para concretizar a nacionalização de quatro empresas, entre elas uma filial da empresa hispano-argentina Repsol YPF, para que todas passem a ser controladas pela YPFB.

O ministro de Governo boliviano, Alfredo Rada, informou na noite de quarta-feira ao sair da reunião de Gabinete que os decretos também impulsionam a industrialização do gás e do petróleo na Bolívia.

Em entrevista à agência estatal "ABI", Rada disse que um dos objetivos do Governo boliviano não era "somente a recuperação dos hidrocarbonetos e sua nacionalização, mas também a industrialização desses recursos energéticos". EFE ja/bba/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG