La Paz, 23 dez (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou hoje que, em abril de 2010, organizará uma conferência mundial de movimentos sociais sobre a mudança climática, após o recente fracasso da cúpula de Copenhague.

Morales fez o anúncio ao falar com a imprensa no Palácio do Governo. Na conversa com os jornalistas, ele criticou o Reino Unido por ter culpado China, Bolívia e Venezuela pelo fiasco do encontro na Dinamarca.

O presidente disse ainda que, na verdade, os responsáveis pelo fracaso da reunião foram "os países capitalistas, que são inimigos da humanidade".

Morales lembrou que, durante seu discurso na cúpula, frisou que não são apenas os efeitos da mudança climática que devem ser estudados, mas também as causas que o provocaram, as quais estão nos "países com uma indústria ilimitada e irracional". EFE ja/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.