Morales agradece esforço de ibero-americanos em crise na Bolívia

San Salvador, 31 out (EFE) - O presidente da Bolívia, Evo Morales, agradeceu hoje o reconhecimento do esforço de seu Governo para conseguir um acordo político com a oposição e interromper a violência, durante a 18ª Cúpula Ibero-Americana, realizada em San Salvador.

EFE |

Ele admitiu que teve "alguns problemas" antes de conseguir fixar uma data para realizar o referendo sobre a nova Constituição, que será em janeiro, com a qual pretende "voltar a fundar" a nação, mas agradeceu o papel da comunidade internacional como observadora.

A participação das forças sociais e das Igrejas permitiu que, graças aos mediadores, fosse alcançado um acordo com a oposição para garantir a consulta, acrescentou Morales em entrevista coletiva.

"Só queremos que haja igualdade, soberania e, sobretudo, democracia", afirmou Morales sobre a nova Carta Magna, sobre a qual disse que já foi aprovada e que, por isso, seu Governo trabalha em novas leis, mas ressaltou que seu "grande problema" será o Parlamento, onde não tem a maioria necessária.

Morales reconheceu que "não é tão simples mudar" as coisas na Bolívia, para o que é preciso "muita paciência", e afirmou que "as ditaduras dos anos 1960 e 1970 (do passado século) estão sendo substituídas felizmente com a consulta do povo". EFE mmg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG