Morales afirma que se DEA faz política é melhor que vá embora da Bolívia

La Paz, 25 out (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, afirmou hoje que se o Departamento Antidrogas dos Estados Unidos (DEA) faz política em seu país é melhor que vá embora, porque seu Governo não tolerará esse tipo de intervenção.

EFE |

Morales se referiu ao assunto durante o encerramento de um encontro internacional de indígenas na localidade de Montero, no departamento (estado) de Santa Cruz.

Ele se referiu à DEA depois que um dirigente camponês falou em discurso que se deveria expulsar a agência antidrogas americana, que desde mês passado já não atua na região cocaleira de Chapare, reduto sindical do presidente.

Morales acusou funcionários da agência americana de controlar um aeroporto do país, que não identificou, "pagando algumas pessoas", para impedir que ele mesmo ou outras autoridades não possam chegar a esse terminal. EFE ja/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG