Morales afirma que Micheletti deve renunciar de forma imediata

La Paz, 22 set (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse hoje que o golpista Roberto Micheletti deve renunciar de maneira imediata à Presidência de Honduras após a chegada ao país do chefe de Estado deposto, Manuel Zelaya, informou a agência estatal boliviana ABI.

EFE |

Em declarações recolhidas pela agência, Morales manifestou na sede das Nações Unidas em Nova York que Micheletti deve abandonar o cargo não só "pelo bem da democracia em seu país, mas de todos os países da América Latina e do mundo".

"Não se pode permitir que neste novo milênio existam golpistas, ditadores e Forças Armadas retrógradas submetidas ao Comando Sul dos Estados Unidos", disse o presidente boliviano.

Morales também reivindicou que a ONU se pronuncie sobre a crise em Honduras e que dê um ultimato a Micheletti para que renuncie à Presidência do país, ao mesmo tempo em que pediu às forças de segurança hondurenhas para garantirem a vida de Zelaya.

Zelaya foi derrubado em 28 de junho e voltou a seu país na segunda-feira. Desde então, ele está abrigado na Embaixada do Brasil em Tegucigalpa. EFE ja/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG