O presidente boliviano, Evo Morales, considerou nesta quarta-feira que os Estados Unidos não têm nenhuma moral nem ética para punir a Bolívia por sua luta antidrogas e qualificou a decisão do governo americano de política.

"O governo dos Estados Unidos não tem nenhuma moral para falar de drogas, para falar de certificação ou 'descertificação'. Esta política maldita droga-cocaína tem sido importada pelos Estados Unidos", destacou Morales na sede do governo de La Paz.

Morales criticou os Estados Unidos por imporem uma "lei zero de coca, mas nunca há uma lei zero de consumidores de droga, cocaína".

O presidente americano George W. Bush declarou na terça-feira que Bolívia, Venezuela e Mianmar falharam nos últimos 12 meses em cumprir suas obrigações na luta contra o narcotráfico.

str/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.