criar problemas - Mundo - iG" /

Morales acusa EUA de repartirem dinheiro na Bolívia para criar problemas

La Paz, 14 jul (EFE) - O presidente da Bolívia, Evo Morales, acusou hoje a Agência de Cooperação dos Estados Unidos (Usaid) de repartir dinheiro em território boliviano para confundir a população e criar problemas.

EFE |

Morales fez a acusação durante um breve discurso na cidade de El Alto, divisória a La Paz, um dia após confirmar que se reunirá na segunda-feira com o secretário de Estado adjunto para Assuntos Latino-americanos dos Estados Unidos, Thomas Shannon.

O encontro com Shannon servirá para falar sobre investimento e "cooperação incondicional", mas também para ratificar as denúncias de conspiração dos EUA contra o Governo boliviano, antecipou Morales no domingo.

O presidente boliviano acusou várias vezes o embaixador americano em La Paz, Philip Goldberg, de liderar um suposto complô da direita boliviana para tirá-lo do poder.

Há uma semana, Goldberg se reuniu com Morales com o objetivo de trabalhar em uma agenda que permita "recompor relações", depois que o embaixador foi chamado a consultas por Washington em meados de junho.

O diplomata foi convocado pelo Governo americano após uma grande e violenta manifestação na Embaixada dos EUA em La Paz, realizada em protesto contra o asilo político concedido nos Estados Unidos a um ex-ministro boliviano acusado de genocídio.

Morales disse hoje que a Usaid forneceria uma ajuda "totalmente condicionada" à aplicação "do modelo econômico do sistema capitalista ou neoliberalismo", da "privatização" de empresas públicas e "em troca de luta contra o terrorismo".

No final de junho, a Usaid confirmou a evacuação de seu pessoal estabelecido na região boliviana de Chapare (centro) pelas ameaças recebidas de parte de sindicatos de cocaleiros afins a Morales. EFE az/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG