Moradores de cidade chilena de Constitución se abrigam em morros

CONSTITUCIÓN, Chile (Reuters) - Dezenas de pessoas se refugiaram nesta quinta-feira em morros da cidade de Constitución, no sul do Chile, depois que duas fortes réplicas do terremoto do mês passado deixaram em alerta as áreas mais afetadas pelos tremores e tsunamis que provocaram centenas de mortes. Militares e policiais coordenavam o tráfego para os morros da cidade litorânea, localizada a 360 quilômetros ao sul de Santiago, onde o terremoto de magnitude 8,8 do dia 27 de fevereiro derrubou quatro de cada cinco casas e os tsunamis seguintes deixaram centenas de desaparecidos.

Reuters |

Depois das réplicas de magnitude 7,2 e 6,9, o Serviço Hidrográfico e Oceanográfico das Forças Armadas chilenas emitiu uma alerta de tsunami para a costa centro e sul do país.

Delfina Fuentes, uma professora de 60 anos, abandonou sua casa, que perdeu uma das paredes no terremoto, para refugiar-se no morro Castillo.

"Agora fiquei nervosa", disse.

No morro Castillo, dezenas de pessoas olhavam o rio, diante da ilha que ficou arrasada pelo tsunami, esperando por sinais de uma onda gigante, mas o Rio Maule estava aparentemente tranquilo.

(Reportagem de Javier López)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG