Moqtada al-Sadr pede fechamento de Embaixadas de Israel

Bagdá, 7 jan (EFE).- O clérigo radical xiita Moqtada al-Sadr pediu hoje aos países que possuam Embaixadas de Israel em seu território que as fechem para protestar contra os ataques sobre a faixa palestina de Gaza, que deixaram até o momento mais de 700 mortos.

EFE |

Segundo a agência de notícias independente iraquiana "Aswat Al Iraq" (Vozes do Iraque), o religioso fez este pedido em comunicado emitido por seu escritório na cidade santa xiita de Najaf, cerca de 170 quilômetros ao sul de Bagdá.

Na nota, Sadr pediu também que bandeiras palestinas sejam hasteadas em mesquitas, igrejas e outros prédios do Iraque em solidariedade aos moradores de Gaza.

Além disso, defendeu "uma vingança contra o principal aliado do inimigo sionista", em referência aos Estados Unidos.

O comunicado de Sadr é divulgado um dia depois de a Venezuela decidir expulsar o embaixador israelense e outros membros da legação diplomática em Caracas, para protestar contra as mortes em Gaza. EFE ssa/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG