Uma mulher morreu asfixiada nesta terça-feira no incêndio do Parlamento da Moldávia após uma violenta manifestação contra a vitória proclamada pelos comunistas nas eleições legislativas, informou a televisão nacional.

A vítima morreu por inalação de óxido de carbono, indicou o canal de televisão.

Por enquanto, esta informação não foi confirmada pelas autoridades moldávias.

Um grupo de manifestantes, que contestavam a vitória dos comunistas, assaltaram a presidência e o parlamento, onde se declarou o incêndio.

ag-vl/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.