Moscou, 8 abr (EFE).- O presidente da Moldávia, Vladimir Voronin, anunciou hoje que o embaixador da Romênia foi declarado persona non grata e que o Governo implantou um regime de vistos com o país vizinho, após os violentos distúrbios ocorridos na capital Chisinau.

"Tomamos a decisão de introduzir um regime de vistos com a Romênia. Além disso, o embaixador da Romênia na Moldávia foi declarado persona non grata", disse o chefe do Estado, citado pela agência oficial de notícias russa "RIA Novosti", em reunião com representantes da sociedade civil na capital.

As manifestações, nos quais milhares de pessoas pediram a reunificação do país com a Romênia, começaram na segunda-feira em protesto contra os resultados das eleições parlamentares do dia anterior, que apontam vitória do partido comunista (governante) com 50% dos votos. EFE egw/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.