Mitt Romney consolida liderança com vitórias da Superterça

Ex-governador de Massachusetts venceu em Ohio, Vermont, Massachusetts, Virgínia, Idaho e Alasca, conquistando 212 delegados

iG São Paulo |

Mitt Romney, pré-candidato às eleições americanas de novembro, abriu vantagem sobre seus adversários correligionários na corrida pela nomeação republicana e se mostrou o favorito para disputar voto a voto com o presidente democrata americano, Barack Obama.

AP
Romney comemora vantagem sobre adversários com partidários em Boston (6/3)
Na megarrodada de votações internas que mobilizou mais de dez Estados na terça-feira, Romney foi coroado na Superterça depois de vencer em Ohio, Estado historicamente importante para a nomeação do candidato. Romney conquistou sua mais importante vitória na Superterça republicana ao triunfar por apenas 12 mil votos no Estado de Ohio.

Como esperado, Romney também venceu em seu Estado-natal, Massachussetts, assim como em Idaho, Vermont e na Virginia. O ex-governador do de Massachussets também foi vitorioso no Alasca, onde a expectativa era de que o deputado Ron Paul vencesse.

Infográfico: Quem são os principais pré-candidatos republicanos?

A apuração de Ohio foi a mais prolongada da noite, na qual Romney e o ex-senador Rick Santorum protagonizaram uma acirrada disputa, com pequenas vantagens que iam mudando de mãos à medida que avançavam as somas de votos. 

Santorum triunfou no Tennessee, Oklahoma e Dakota do Norte, e continua mostrando-se como a alternativa "anti-Romney". O ex-presidente da Câmara de Representantes Newt Gingrich ganhou na Geórgia.

O voto de Ohio foi decisivo para o triunfo de Romney, cuja propaganda nas cidades convenceu os eleitores de alta renda, enquanto Santorum ficou focado em conquistar a simpatia dos cidadãos de baixo poder aquisitivo.

O triunfo neste Estado, que será primordial nas eleições presidenciais de novembro, representa um importante respaldo para Romney, que triunfou nos principais Estados em disputa. A campanha de Romney investiu quatro vezes mais que a de Santorum em Ohio, onde estavam em jogo 66 delegados. Até hoje, nenhum candidato republicano conseguiu chegar à Casa Branca sem vencer em Ohio.

Era no Estado da Geórgia, no entanto, onde mais delegados estavam em jogo: 76. Na Virgínia, onde só competiram Romney e o congressista Ron Paul, 46 eram disputados. Enquanto Romney conquistou 212 delegados na Superterça, Santorum conseguiu 84, Gingrich ao menos 72, e Ron Paul, 22, segundo cálculos da Associated Press. No total, Romney lidera com 415 delegados, Santorum com 176, Gingrich com 105 e Paul com 47.

A Superterça distribuiu 419 dos 1.144 delegados necessários para garantir a candidatura do político republicano que disputará as eleições presidenciais de novembro contra o presidente democrata Barack Obama. A candidatura oficial republicana será anunciada na convenção do partido no fim de agosto em Tampa, na Flórida. 

Disputa acirrada

Desde Massachusetts, onde alcançou uma vitória contundente, Romney reiterou sua advertência de que os EUA não podem permitir outros quatro anos sob a liderança de Barack Obama, cuja forma de lidar com a economia, assegurou, "prejudicou a classe média e o país".

iG explica : Entenda como funcionam as eleições americanas

Segundo pesquisas de opinião, temas ligados à economia, como a criação de empregos, ou mesmo a falta de entusiasmo por determinado candidato, foram as principais razões dos eleitores nessa jornada eleitoral. Na Geórgia, por exemplo, a taxa de desemprego chega a 9,7%; no Tennessee, 8,7%; em Idaho, 8,4%,; e em Massachusetts, 6,8%. Em Ohio, embora a economia tenha melhorado, o desemprego chega a 7,7%, e os analistas duvidam que o setor manufatureiro, o motor de sua economia, consiga retornar aos níveis anteriores à recessão.

"Não surpreende que a economia tenha sido o assunto mais importante para os eleitores. Ainda nos resta criar outros 10 milhões de empregos para que as pessoas tenham a percepção de que a recessão terminou", disse o economista Mark Weisbrot, codiretor do Centro de Pesquisa Econômica e Política (CEPR) em Washington. "A recuperação econômica será, sem dúvida, a questão-chave da eleição de novembro", acrescentou.

*Com AP, BBC E EFE

    Leia tudo sobre: superterçaeleição nos euamitt romneyrepublicanosobamasantorumgingrichsantorum

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG