Beirute, 18 jan (EFE).- O enviado especial dos Estados Unidos para o Oriente Médio, George Mitchell, chegará nesta terça-feira a Beirute em uma nova tentativa de impulsionar o estagnado processo de paz na região, informou hoje a agência libanesa ANN.

Segundo a agência, durante sua estadia de dois dias em Beirute, Mitchell deve se reunir com os principais responsáveis políticos do Líbano, como parte de uma viagem pelo Oriente Médio que o levará também a Israel, aos territórios palestinos e à Síria.

Fontes diplomáticas citadas pelo jornal libanês "L'Orient-Le Jour" apontam que Mitchell deseja não apenas avanços nas negociações entre palestinos e israelenses, mas também nas conversas destes últimos com sírios e libaneses.

Segundo as mesmas fontes, os responsáveis libaneses possivelmente insistirão na importância de aplicar a resolução 1701 do Conselho de Segurança da ONU, o que significa a retirada israelense das fazendas de Shebaa, das colinas de Kfarchouba e da parte norte da aldeia de Ghajar, regiões reivindicadas pelo Líbano.

A resolução 1701 pôs fim à guerra de julho e agosto de 2006 entre o grupo xiita libanês Hisbolá e Israel.

As fontes disseram que Mitchell não leva nenhum plano preciso, mas tentará que haja avanços no assunto palestino-israelense por meio de medidas estudadas e equilibradas.

O deputado do Hisbolá Hassan Fadlala declarou hoje à rádio "Al Nour" que as visitas de enviados americanos ao Líbano não beneficiam o país e que têm como objetivo demonstrar que os EUA desempenham um papel importante. EFE ks-ssa/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.