Missionário de paz da ONU é ferido em conflito no Líbano

Tensão cresce entre tropas da ONU e moradores da região sul do Líbano, que tem forte presença do Hezbollah

Reuters |

Moradores de um vilarejo no sul do Líbano atiraram pedras em missionários de paz das Nações Unidas no sábado, tomando suas armas e ferindo o líder do grupo da ONU, disse um porta-voz, no mais recente confronto na fronteira com Israel.

As tensões vêm crescendo nos últimos meses entre os missionários de paz da Unifil, a força de paz da ONU que atua há décadas no sul do Líbano, e os residentes na região com forte presença de militantes do Hezbollah.

Alguns diplomatas do Ocidente afirmam que membros do Hezbollah têm encorajado e participado dos confrontos, uma acusação negada pelos militantes.

O porta-voz da Unifil coronel Naresh Bhatt disse que o conflito de sábado ocorreu quando pessoal armado da ONU e um veículo blindado foram bloqueados por civis perto do vilarejo de Kabrikha, e então algumas pessoas começaram a atirar pedras no veículo.

A patrulha seguiu adiante, mas foi rendida pela multidão que esvaziou os pneus do veículo, arremessando pedras contra as janelas e tentando tomar as armas, disse Bhatt, acrescentando que então os missionários dispararam tiros no ar.

"O líder da patrulha da Unifil que saiu do veículo para tentar conversar com os civis, foi ferido e sua arma foi roubada. Ele ficou levemente ferido na testa", acrescentou o porta-voz em comunicado. Forças do exército libanês interferiram para restabelecer a calma e recuperar as armas da Unifil.

    Leia tudo sobre: LíbanoHezbollah

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG